quinta-feira, 10 de setembro de 2015

CÂMARA APROVA TEXTO-BASE QUE MANTÉM DOAÇÕES ELEITORAIS DE EMPRESAS

zz AAe7GEN.img
Foto: Do Notícias ao Minuto
A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta-feira, 9, o texto-base do projeto de Lei 5735, que trata da minirreforma política. O texto aprovado, de relatoria do deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), restabelece a doação de empresas a partidos, que havia sido proibida pelos senadores. Os deputados ainda votam destaques que podem alterar o teor da proposta.
Na lista de mudanças propostas, o relator sugeriu ainda que se rejeitem itens como: proibição do uso de cabos eleitorais, proibição do uso de carros de som, revogação do prazo de domicílio eleitoral mantendo a previsão vigente de um ano antes do pleito, previsão da janela para mudanças de filiação partidária sem perda de mandato, limitações à realização de pesquisas eleitorais e previsões da instituição de federações partidárias.
Nesta noite, os parlamentares rejeitaram o destaque referente à janela partidária, que pretendia aprovar o texto do Senado para manter o prazo mínimo de um ano antes das eleições para a filiação do candidato ao partido pelo qual concorrerá. Ao rejeitar o destaque, os deputados concordaram com a redução do prazo para seis meses. Votaram pela rejeição do destaque 290 parlamentares; 157 foram a favor e um se absteve.
A votação da matéria continua nesta noite do Plenário da Câmara. Com informações do msn/ Do Estadão Conteúdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção leitor.

Cada comentário realizado pelo leitor assumirá as suas devidas autorias, sendo assim, se responsabilizando pelo que expõem neste espaço. Para melhor imparcialidade, não afirmamos, acrescentando ou endossamos comentários feito por você leitor.
Caso aja comentários maldosos de baixo calão poderão ser removidos assim que percebido pelo editor do blog. Acreditamos que os seus comentários sejam de muita importância, pois, sabemos que este blog estar atendendo as expectativas esperada e podemos melhorar mais ainda através de suas opiniões